quinta-feira, 28 de fevereiro de 2008

Risadinha

O cara chega no gago, e pergunta:
Hein gago, tu gosta de fofoca?
O gago nem pensa e já responde:
Não, prefiro pin-pingüim.


Sim, eu amo piadas sem graça! :D

domingo, 24 de fevereiro de 2008

será que você ainda pensa em mim?

Eu prometi que ia ser forte. E considerando as circunstancias até acho que estou sendo. Mas isso não afasta a saudade que insiste em me rondar. Aquela saudade agridoce, que dói, mas ao mesmo tempo te faz sorrir por lembrar momentos que fizeram tua alma feliz. Os ecos da tua risada boba na minha cabeça não me deixam te esquecer.
Malditas músicas que me lembram de nós. De ti. Se apagar nossas fotos te apagasse de mim, muito fácil seria. Mas não é bem assim que acontece.
Não é tão fácil fingir que a vida continua e que nada aconteceu. Te ver ali e não falar. É muito difícil não te procurar. Não ter aquele contato que me confortava. Como eu queria que o tempo passasse, você voltasse e tudo ficasse como antes. Mas eu sei que não vai ser assim.. muita coisa muda em seis meses, ou um ano. Talvez nesse segundo mesmo eu não signifique mais nada pra você.
E se escrevo isso tudo entre lágrimas é porque hoje escolhi não ser forte. Hoje a minha impotência diante do destino tá doendo demais. Escolhi sentir essa saudade e desejar, pelo menos por uma noite, que você estivesse aqui do meu lado.

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2008

Nos braços de Morfeu

Meu santuário, meu refúgio. Minha cama.
Meu lugar preferido, onde sempre quero estar.
Onde posso esquecer. Onde posso não ser. Onde posso sonhar.
Onde tudo é permitido e a ilusão chega a doer de tão real.
Onde posso viver o impossível. Criar situações. Conhecer pessoas.
Ir aonde não vou. Ver o que não há.
Uma pausa de ser quem sou. Um tempo pra descansar.

terça-feira, 19 de fevereiro de 2008

Eu quero ficar só. Mas comigo só eu não consigo.

Carência é uma coisa complicada. Você pode nem saber de quem precisa, só sabe que precisa de alguém. Alguém pra te abraçar e garantir que tudo vai ficar bem. Alguém pra te ligar no fim da noite e perguntar como foi seu dia. Alguém pra te apoiar nas merdas e pra comemorar as vitórias. Pra ser a primeira coisa em que você pensa quando acorda e a última quando vai dormir..
Quando você não tem ninguém que seja esse alguém, aí o bicho pega. Se existe um candidato você se antecipa e imagina todas as situações possíveis e imaginaveis. E isso, de certa forma, te conforta. E quando não tem ninguém?
Eu sou carente. Extremamente. Preciso de alguém do meu lado. Só que atualmente ter alguém do meu lado nem é uma opção. Nem sei se quero procurar alguém. Não consigo me imaginar mais com alguém. Faz sentido?
Só queria mesmo que passasse a sensação de vazio. Que meu pequeno músculo involuntário não se enchesse de invenjinha branca quando vê um casal apaixonado e feliz. Estar satisfeita em estar sozinha.. é pedir demais?

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2008

das coisas que só acontecem comigo-parte II

Até hoje, pra mim a palavra "prego" tinha só um significado. Aquele objetim pontiago e tal que não vive sem o martelo. Pois é. Mas nessa sexta passada eu descobri na prática um segundo significado.


Aquela situação que um carro pára, do nada, no meio da rua e não tem nada, nem reza forte, que tire o bixo do lugar e faça ele ligar. Então, fiquei no prego! oO


Vislumbrem minha vilã:

Tudo bem, essa não é a foto literal da Penélope (o fusca que está em minhas mãos temporariamente) mas é uma cópia quase fiel! Essa cretininha deu piti em plena madrugada, duas horas da manhã, e logo aonde, só em frente da AABB, onde tava tendo o pagodão, cheio da galera "crassse A" da cidade. Mas pensando bem, ainda beeem que foi ali, perto da minha casa. Evitou maiores problemas. Enfim, pense numa bixinha que tava suandoooo pra empurrar aquela lata velha: eu.

Ainda bem que uns amigos nossos (anjos) tavam na jogatina na casa de um amigo meu, perto aqui de casa, e vieram nos salvar. No fim das contas tudo terminou bem, mas que pregou um susto pregou. =/

Agora traumatizei e a Pê tá aqui paradinha na garagem. Quem sabe quando o episódio estiver esquecido eu volte a dar umas voltinhas com ela e arrasar na cidade. Vocês não tem noção do sucesso que um fusca rosa faz por essas bandas, huehuehuehuehue. =D

domingo, 10 de fevereiro de 2008

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2008

Quarta-feira de cinzas

E das cinzas renasce como uma fênix? Nããããããooo, piegas demais.
Mas o que importa é que estamos de volta. Tempo que não escrevia. Normal. Tava sem 'pensamentos felizes', por isso sumi.
Mas acho que eles estão de volta. Pelo menos os ruins se foram.

Carnaval? O meu foi bem, obrigado, e o seu? Muito beeem, aliás. Totalmente fora do planejado, mas rendeu boas risadas, principalmente a última noite.
Agora o ano finalmente começa e necessito começar a conjugar o verbo 'monografar', alguém tem alguma dica como começar? Um tema? Um rumo? Qualquer coisa? Alguém? Ninguém?? oO