terça-feira, 1 de abril de 2008

Banho de sal grosso.. no pé.

Já foram tantas que nem me lembro mais da primeira vez. Se não me engano já estou chegando na contagem de 7. Só uma pergunta me vem à cabeça. O que diabos essas malditas sandálias tem contra mim???
Sério cara, to começando a achar que talvez eu tenha algum problema anatômico no pé. Por que não existe explicação plausível pra tanta sandália boa, relativamente nova, quebrar no meu pé. Insistentemente.
Hoje a felizarda foi um presente de aniversário desse ano. Me fez andar no centro da cidade com um pé calçado, e outro não. Imaginem a cena!
Só não me revoltei mais porque não foi meu primeiro passeio semi-descalça pela rua. E descobri isso: elas adoram quebrar no meu trabalho. Cretinas.
O truque é: desfilar na rua, segurar a danadinha quebrada na mão com orgulho e nem ligar pros olhares curiosos. Ninguém tem nada a ver com isso mesmo. ¬¬
Teve a preta; a marron de salto anabela, que foi gentilmente consertada pelo meu ex-chefe; teve a rosa, tadinha da tirinha que descolou; a marron clarinha, presente do traste; a marron de salto anabela (é, ela insistiu em quebrar de novo); a rosa de salto alto (acho que as rosas possuem um certo problema com descolamentos), e agora minha única sandália de ir trabalhar.
Talvez esteja na hora de renovar meu armário de calçados. E antes de qualquer coisa, dar um belo banho de sal grosso nos meus pés.

Nenhum comentário: