terça-feira, 1 de abril de 2008

E mais uma vez..

.. eu chorei.



Não de saudade, muito menos por alguém. Mas de frustação, raiva, medo, pânico. Não entendo porque isso acontece. Mais uma crise: será que eu nasci pra fazer isso? Cheguei a conclusão que meu medo é de errar. Prefiro deixar de fazer algo do que arriscar, quando vejo que tenho grandes chances de cometer qualquer errinho.
E com isso só vou me prejudicando. Mas como enfrentar algo que às vezes parece maior que você? Eu travo. Suo frio. E juro que se ficar bem quietinha consigo escutar uma voz lá dentro gritando "Nããão, tu não vai conseguir! Sai daí antes de fazer papel de boba."
E todo esse drama por causa de uma câmera e um microfone, detalhe que nem na câmera eu apareceria.
São problemas mal-resolvidos da minha infância. Quase certeza. Eu preciso de ajuda. Profissional.
Antes que eu faça uma merda maior ainda e desista de uma vez por todas.

2 comentários:

Diego Pintro disse...

Jé, não fique assim... Isso é pura timidez e insegurança - pelo menos é o que pude sentir, pois me vi nas tuas palavras...
Sempre fui muito tímido. Lembra do meu problema em apresentar trabalhos, lá no início da facul?! Pois é. Para vencermos esse medo todo, o negócio é "permitir" que as coisas aconteçam. É como estar na beira de um penhasco, amarrado por um elástico, pronto para se jogar... Você não sabe o que vai acontecer, mesmo assim, deve se jogar. Assim é a vida. Jogue-se de cabeça... Nenhum erro existe até que o tenhamos cometido.
Confie mais em você! O seu potencial é enorme... Não permita que os medos lhe prendam...
Veja o que escrevi sobre o meu primeiro dia na rua, lá no meu blog...
Bjão.

disse...

Nunca deixa de tentar, nunca deixa de tentar, nunca deixa de tentar.
Quer ajuda profissional? Essa é a hora. Fica bem.