domingo, 20 de abril de 2008

Morte em Vida

Morri!
Ainda em vida
Foi quase estranho
Algo distraído
Ainda pesava quando parei
Vejo tudo tão distante, tudo tão perto
Do nada eu, um fantasma vivo
Brotei!
Direi em sonho e em memória
Morto sou matéria dela
Não tenho mais física, não tenho espírito, sou só memória
Para alguns ainda grito

João Veras

Um comentário:

Massagem disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.