sexta-feira, 16 de outubro de 2009

menos um dia.

Minha saudade tem nome. Tem os olhos castanhos mais expressivos que já vi. Tem horas que ela aperta. Que dói. Minha saudade me tira o sono. Literalmente: me mantém acordada até 02:00 da manhã praticamente todo dia. Minha saudade tem cheiro de Ferrari Black. Ela pode até negar, mas tem uma covinha do lado direito que só eu enxergo. Minha saudade, de vez em quando, toca violão só pra me deixar derretida. E consegue. Minha saudade, felizmente, tem data pra acabar. E quando coloco minha cabeça no travesseiro, o pensamento que se repete, toda noite, é mesmo: 'menos um dia'.

"A saudade é a nossa alma dizendo para onde ela quer voltar." (Rubem Alves)

Nenhum comentário: